AVISO

Meus caros Leitores,

Devido ao meu Blog ter atingido a capacidade máxima de imagens, fui obrigado a criar um novo Blog.

A partir de agora poderão encontrar-me em:

http://www.arocoutinhoviana.blogspot.com

Obrigado

sábado, 16 de Maio de 2009

Toponímia e significdos de Mazarefes

Nome Designação Ano Historial
Açafrão Topónimo

Açafrão - Planta bulbosa dos Irídeos.
Do Ár. Az-za'afran.
O açafrão propriamente dito -crocus sativus L. - é uma planta da Ásia Menor, vinda até nós através da Itália. Os estigmas filamentosos da sua flor usam-se na culinária como condimento bastante apreciado. Apresentam-se de cor alaranjada e esse produto dá um paladar muito apreciado e de aroma característico. É evidente que se apresenta em pó.
Durante muito tempo, o açafrão só se adquiria nas farmácias; hoje aparece em pequenos sacos de plástico em qualquer mini-mercado.
Talvez este topónimo tenha origem no cultivo desta planta que seria utilizada nas caldeiradas de enguias, para lhes dar, além da cor amarelada, o seu sabor característico. As enguias era peixe utilizado na alimentação nesta terra. Junto da Lagoa e a Lagoa abaixo das Fontaínhas.
Agra Topónimo

1598 Agra - campo, género de insectos. Brejo, pântano. É um topónimo frequente em Portugal e Galiza. Fica entre o Passal e a Fábrica de Serração.
Agrinhas Topónimo

Agrinha – Topónimo em Braga, Sto. Tirso, V.N. de Famalicão, Porto, Lugo e Galiza.
Situa-se nesta terra sobre o Termo, junto do limite com Vila Franca. Junto de Lamas no caminho que vai da Regadia para Vila Franca.
Aguinha Topónimo Topónimo em Odemira
Alfatorra Alcunha 1711 Igual a cousa livre, do árabe Alhorra.
Aparece «o Alfatorra», como alcunha.
Alferes Topónimo

Alferes - oficial do exército, alcunha, topónimo em Belmonte, Elvas, Lisboa e Vila do Conde.
Do Ár. Al-faris
Entre nós significou, durante muito tempo, o porta-bandeira. Actualmente, designa o oficial subalterno, de posto imediatamente inferior ao de tenente.
Em sentido irónico usa-se na região de Coimbra dizendo-se de um rapaz que começa a aproximar-se de uma rapariga, com atitudes de lhe pedir namoro, fazendo “pé-de-alferes”.
Frei João de Sousa regista o termo, derivado do Ár. Alféres, com o significado de oficial que leva o Estandarte, ou Bandeira. Junto das Coutas.
Alto Topónimo Alto - elevação de terreno, poderoso nobre, importante.
Alto-topónimo frequente. Existe em V.N.Famalicão,... Em Mazarefes é bem alto em relação ao lugar do Ermígio.
Alto - alcunha, apelido.
Altozinho Topónimo Trata-se aqui de um nome topográfico, porque o local é um alto, devido à elevação do terreno. Daí que não terá aqui a ver com nenhum antroponímico como Aldozinho.
Alvorada Topónimo Alvorada - crepúsculo matutino, juventude, toque de trombetas e tambores...
Topónimo no Brasil: Paraná. Conheci a Casa das Alvoradas, perto do Ribeiro que deu o nome ao sítio das Alvoradas.
Ameal/Amial Topónimo Lugar plantado de amieiros. Topónimo frequente representado na toponímia portuguesa; na Galiza, em Pontevedra. Situa-se a caminho da Veiga. Por baixo das Pereiras.
Amieiros Topónimo Amieiros - espécie de salgueiro, tamancos, socos.
Topónimo frequente na Galiza. Aparece em Góis, Oliveira de Azemeis, S. Pedro do Sul. Na mesma zona do Amial.
Apruma Alcunha Altivo, pôr prumo, endireitar.
Areia Cega Topónimo

Topónimo frequente em Portugal e Brasil.
"Areias" - muito representado na toponímia. "Areia e areias" - aparecem como apelidos. Em Darque há o "lugar da Areia" e o apelido "Areias".
Fica na Veiga, perto do sítio de Lisboa e dos Boldrões. Na Ponte da Veiga, junto de Vila Franca.
Arjão/Arijão
Topónimo


Arjão - pau que ampara as videiras, ervilhas, os feijões, etc...
Almeida Fernandes escreveu nos Cadernos Vianenses: "Certamente o genitivo Ardilani ou Argilani sc. «villa de Ardila (ard+ suf. Ila) ou de Argila (arg «mau» ou harjis, e o mesmo sufixo). Só uma forma antiga poderia vir a decidir entre um destes hipocorísticos masculinos. O i de uma das formas é suarabáctico, e não etimológico".
Junto aos Areais. Por baixo do Capador.
Atafona Topónimo Existe este topónimo na região da Bairrada.
s.f. - Do Ár. At-tahuna.
Moinho privado, existente em algumas casas de lavradores, essencialmente montado em madeira de sobro e movido por força animal. Pela sua constituição, tornava-se uma máquina bastante pesada e, por isso, chegou a ser substituída pela atafona de peças de ferro, muito mais leve.
Também pode ser moinho movido por homens, ou por bestas.
Aterro Topónimo Aterro - processo utilizado para eliminar lixos cobertos; porção de terra ou entulho destinada a nivelar ou altear um terreno. Junto ao Altozinho, lugar onde se tirou terra e pedra para dar lugar à linha férrea e que serviu para aterrar na zona de Lamas em Vila Fria e alterar o terreno para a mesma linha férrea. Tem tantos anos como o Caminho de Ferro na Linha do Minho.
Azenha Topónimo s.f. - Do Ár. As-sania.
Trata-se de um tipo de moinho de técnica mais ou menos complexa, posto em movimento pelo aproveitamento da energia hidráulica, isto é, pela água conduzida pelo rego, pela açude até cair nos copos da galga ou roda grande.
Frei João de Sousa regista o vocábulo azenha, do Ár. Assanha, que indica ser moinho de água que serve para trigo. Diz que há também azenha para moer azeitona, e se chama lagar, afimando que, no foral concedido à cidade de Coimbra, se encontra escrito, sem corrupção assania.
Alberto Sampaio, no I volume dos seus "Estudos Económicos", informa-nos que o engenho introduzido pelos romanos foi o que se chama moinho (turbina primitiva) que conserva a raiz latina (molinus, a, um), enquanto a roda hidráulica nesta aplicação pelo menos, foi empregada muito mais tarde, pois azenha, nome técnico, deriva do árabe.
Baba Alcunha 1649 Isabel Alves, a Baba
Baeta Topónimo João Rodrigues, o Baeta.
Baetas - pano felpudo de lã.
Baeta – no Brasil é apelido levado de Portugal. É top. no Brasil e em Portugal.
Gonç. Rod. Filho de João Rodrigues, o Baeta e de M.ª Alves, sepultada no adro da Igreja velha de Viana em 1669. Seu filho Antº R. Baeta, em 1670.
Baixo Topónimo Baixo - apelido e antiga alcunha. Entra na composição de muitos topónimos de Portugal e do Brasil.
Baixo, isolado em Esposende, Melgaço, Ponte de Lima e Valença... como aqui.
Baixo Topónimo 1605 Gonçalo Alves, de Baixo.
Bandulha Alcunha 1650 Maria Miranda, a Bandulha
Bargiela ou Barziela ou Varziela Topónimo Barziela - Topónimo em Braga. Varziela - pode estar derivado de Várzia, Varze e Várzea. Varziela - Top. frequente no Norte, Arcos de Valdevez, Ponte de Lima e Serra d'Arga... Na Conchada.
Barrolo Apelido e alcunha 1651 Domingos da Costa Barrolo - 1684
Domingos Pires, o Barrolo, marido de Maria Pires - em 1679.
Maria Rodrigues, a Barrola - em 1764
Bate-Estacas Topónimo

Aparelho para cravar estacas. Situa-se na Conchada e refere ainda a altura da construção da linha férrea.
No lugar da Conchada.
Beltram Apelido Beltram ou Beltran - apelido derivado do espanhol Beltran equivalente ao português Beltrão.
Beltrão - hoje quase só usado como apelido. Corresponde ao nortenho Bertrand com origem germânica, de "bert" (brilhante) e "rand" (escudo).
Beltrão – top. na Covilhã.
Bernardas Topónimo Bernarda - revolta, motim. Bernarda – Topónimo, em Bragança e outras localidades. Existe o topónimo Travessa das Bernardas em Lisboa. Aqui vem da Bernarda, e das filhas? Junto ao Miguel Forte.
Bértola Apelido 1979 Bértolo - Redução pop. de Bertolomeu, apelido também em feminino (Bértola). Topónimo em Freixo de Espada à Cinta.
Junto ao Caminho do Conde.
Betoca Topónimo Topónimo também em Freixo de Espada à Cinta. Junto ao limite com Darque?
Bica Alcunha 1620 Apolinário Rodrigues, o Bica
Bicho / Bichos Alcunha Bicho - verme, insecto, pessoa feia...
Topónimo em Belmonte e Caldas da Rainha. No plural "Bichos", topónimo em Almada e Lisboa... A Quinta do Bicho, no lugar do Ermígio.
Bispa Topónimo
Bispa - remote de calmo, variedade de fruta...
Topónimo muito frequente. Na Regadia.
Boas - Novas Topónimo
Boa-Nova - borboleta branca.
Apelido. Top. frequente em Portugal e Brasil.
Em Vila do Conde. Em Mazarefes deve ter a ver com boa notícia. Era usado epistolarmente nos testamentos e em registo de boas novas como boas notícias. Não foi difícil passar este nome à Senhora dos Prazeres, no Olival...
Boas Novas - Top. que tem origem na Senhora das Boas Novas.
Boavista Topónimo Boa Vista - Topónimo muito frequente em Portugal e Brasil. Junto às «Boas Novas».
Bois Topónimo Boi - espécie de ruminante da família dos bovídeos, alimentação do homem, instrumento musical, prostituta, marafona...
Do latim bos, bobis “boi”, que lhe seria aplicado por ser de grandes proporções, ou por ser zona de pastagens dos bois.
Pode significar elevação no antigo europeu: bhou=inchar ou crescer.
Bois - Topónimo com um caso em Alcobaça também chamado Monte de Bois.
Almeida Fernandes diz que “Boi poderá ser também o próprio nome pessoal Bonoi, cuja terminação -oy aparece em numerosos antropónimos de origem germânica; mas não descubro o tema ou raiz bom - com esta origem (se bem que o antropónimo deve bastar para a garantir). Pode também ser a alcunha zoonímica documentada já no séc.XII”. (No CV tomo VI, pág. 289)
Finalmente, também explicaria este topónimo o genitivo Avoli sc. «villa» de Avolus, que não creio de origem latina mas germânica (raiz av- de que falo em Aboria), ou mesmo Avoy (aquela raiz e a terminação -oy muito vulgar, a que há pouco me referi. Só a documentação antiga do topónimo poderia decidir- o que apenas acontece com o caso das ff. Moreira - Santa Leocádia, no séc. XVII Aboi.
Apesar da falta de documentação para os outros dois casos e aparte a possibilidade da alcunha zoonímica, é de admitir também neles o nome pessoal Avoy, a solução para os três mais natural. Na f. Sopo (C.V. N. de Cerveira), temos também este topónimo 1258 Avoy IS 353: cp. 1258 Avoco IS 592, outro topónimo antroponímico com a mesma raiz (av+suf. Oco), e 1258 Avel IS 343 (av + el Boldrão Topónimo Aparece Goldrões e se esta é a escrita correcta, então terá a ver com Goldres, apelido espanhol - Golderez. Junto à Areia Cega.
“A forma portuguesa de Beltrano. O topónimo não deve ser anterior ao séc. XII. Creio ser seu plural Boldrões = Beltrões, nesta mesma localidade”, ainda A. Fernandes.
Boldrões Topónimo Também se diz assim. Idem.
Bolha Alcunha 1761 Bolha - Vesícula sobre a pele, patetice, mania, pancada... Bolhas - Topónimo na Lourinhã. Aqui trata-se de uma alcunha que desapareceu.
Bomburro Alcunha 1680 Manuel Rodrigues, pai do Padre Gonçalo Rodrigues, que abandonou...
Borralheira Topónimo Borralha – Cinzas. Lugar onde se junta a borralha.
Topónimo frequente em Cabeceiras de Basto, Guimarães e Galiza. Entre a Capela da Senhora das Boas Novas e a antiga casa dos Galhofas.
Borras Topónimo 1659 Maria, a Borras. Alcunha.
Borra - pequeno pássaro; soltura, diarreia, designação vulgar e antiga de certos frades...
Existe o topónimo Borras na Anadia.
Borra - Apelido, alcunha e top. em Felgueiras, Torres Vedras e Espanha.
Possivelmente, Borras no plural deve designar também sítio para onde corriam os restos da lavagem do linho ou os resíduos, neste caso menos provável, os desperdícios da fiação da seda.
Na zona das Lavandeiras.
Borre Alcunha 1662 Ana Rodrigues Borre – será Borra?
Bouças Topónimo

Bouça - Apelido, Alcunha. Top. muito frequente em Portugal e na Galiza.
Junto ao limite com Vila Fria.
Boucinha Alcunha

Boucinha - Apelido, Alcunha. Diminuitivo de Bouça do Espanhol Bouciña de origem topónimica Pontevedra e Corunha.
Branca Topónimo 1730 Abranca (Celta).
Breias Topónimo Breias - Breia (vreia?), veredas, antigos caminhos reais, vias romanas.
Breias - Topónimo em Braga. Existe também como apelido. Junto ao limite de Mazarefes com Darque. Estrada antiga entre Viana e Braga.
Brilhante Alcunha Era um cavalo de pelagem luzidia para Leite Vasconcelos. Olhos brilhantes.
Broeira Topónimo Broeira - planta, pessoa que tem corcunda...
Broeiro - pessoa que vende broas.
Broeira – No Alentejo e aqui como topónimo. No lugar do Monte.
Cabacinha Topónimo

1648 Ana Pires, viúva. Maria Rodrigues Cabacinha - em 1669.
Cabacinha - bolo de cera; brincos das orelhas...Topónimo. A noroeste da Casa do falecido João Cunha.
Cabaço Topónimo

Cabaço - nome de peixe, virgindade, faltar à promessa de casamento, aprendiz de caixeiro...
Cabaço - Topónimo em Caldas da Rainha, Loures, Lourinhã, Portimão e aqui.
Cabanos Topónimo Cabano - Boi cujas pontas são horizontais ou voltadas para baixo, alpendre, telheiro...
Cabanos - Topónimo.
Cabecinha Alcunha Cabecinha - farinha que fica na peneira...
Apelido, Alcunha, topónimo frequente. Aqui aparece Cabacinha e cabecinha (?).
Cabreiras Topónimo Cabreira - mulher que guarda cabras, planta leguminosa. Kabreira, séc.XII.
Cabreiras - Top. em Guimarães. Na Regadia, junto ao limite com Vila Franca e Vila Fria.
Cachada Topónimo Cachada - Top. frequente no Norte (Minho) na Galiza (Corunha, Pontevedra). No plural há "Cachadas" em Amares, Barcelos e Ponte de Lima. Junto à Junqueirinha e Milheiras.
Cachadinha Topónimo Cachadinha - Topónimo frequente no Norte (Minho). Alcunha de família em Viana do Castelo. Apelido também.
Cachadinhas em Amarante, Barcelos e Galiza.
Cagão Alcunha Cagão - Topónimo em Évora. Alcunha tornada topónimo.
Caguelha Alcunha 1764 Maria Vaz, a Caguelha - 1764. Viúva de João Rodrigues Pisco.
Caipora Alcunha Caipora - De origem brasileira? Terá a ver com os povos Cáporos, raça céltica na zona de Pontevedra.
"Ka'a pora" morador no mato, místico ou "Kai pora" - o que tem fogo, o que queima.
Os Cáporos ou Capóros era um dos povos indígenas mais poderosos na Galiza, em Lugo, possivelmente de origem Celta.
Calçada Topónimo Calçada - Topónimo frequente em Portugal e Galiza. Calçada –“ O topónimo é frequente em diversas terras”.
Calvário Topónimo Calvário – Topónimo frequente nas terras portuguesas. Aqui é na Conchada.
Calvete Topónimo Topónimo também na Figueira da Foz.
Calvet - Apelido de origem francesa.
Junto aos Raindos.
Camelo Alcunha Camelo - Apelido, Alcunha.
Camilo Apelido Camilo - Topónimo em Vila Franca de Xira, apelido.
Campinho Topónimo

Campinho - Topónimo frequente em Portugal e Brasil. Apelido, alcunha. Também no plural. Junto às Moradas. Junto do Capador???
Campos Topónimo
1725 Isabel Rodrigues, viúva de Domingos Afonso Rato. Lugar dos Campos. Apelido.
Cangosta
Topónimo


Cangosta - Terrenos lavradios, campos de milho e vinhas; mas o mais interessante era ser caminho antigo, fundo, murado dos dois lados e estreito.
Junto ao “Mira”, à Carniçaria, no Souto e nos Catrinos.
Capareiros Alcunha 1747 Boaventura Azevedo (Capareiros)
Maria de Miranda, dos Capareiros – em 1750
Capareiros – Topónimo em Viana do Castelo.
Capela Topónimo
António Rodrigues, o Capela.
Capela - Topónimo muito frequente em Portugal e Brasil, apelido... alcunha por viver junto à Capela.
Capelo Alcunha 1601 António Rodrigues, o Capelo. Francisco Rodrigues - 1654
Capa pequena (1355) e a meia capa de S. Martinho = Capela que deu ermida.
Capota Alcunha Capota - Apelido, alcunha, topónimo. Também aparece Capote (José Gonçalves, o Capote, no lugar do Souto, avós do Carriço).
Caraças (Raça de boi, como o boi cabano...) ou como o boi escarchado, isto é, com as hastes abertas.
Caramuja Topónimo 1740 Caramuja - Topónimo em Portugal e no Brasil. Existiu o apelido Caramuja em Maria Rodrigues Caramuja, em princípio do séc. XVIII. Molusco. Há Caramuja na Póvoa de Varzim.
Depois do Vermoim, não longe do Rio Lima.
Carapita Alcunha 1651 Maria Alves, a Carapita
Cardosa Topónimo

Cardosa - Top. em Aveiro, Braga, Évora...
Cardosas - Aparece em Alçácer do Sal, Arruda dos Vinhos, Beja...
“Junto dos Muros”.
Carnacuo Alcunha 1775 Martim Gonçalves, o Carnacuo
Carnaquo Alcunha 1670 Domingos Gonçalves, o Carnaquo – 1679.
Celta ou precelta Carn. Carr, Kar.
Karn = pedra / rochedo (Pré-indoeuropeu?)
Também daria Carreg = pedra em Celta. Carrasco = erva que nasce nas pedras e panasco, terreno algado onde nasce erva. Karnacum = monte de pedras - Lugar Sagrado?
Carnaque - Top. no Egipto - Aldeia no Egipto...
Carniçaria Topónimo
1530 Carniçaria – Topónimo em Lisboa. Razão.
Junto à Igreja.
Carniceiro Alcunha 1617 Pedro Francisco, o Carniceiro.
Carniceiro - Topónimo em Odemira.
Carnoto Alcunha 1746 Monte de Pedras (Celta)?
Carnoto - Tribo Gaulesa, Carnutos topónimo.
Bosque dos Carnutos - Centro Religioso de toda a Gália. Celebravam aí os druidas as reuniões anuais. Terá sido construida a Catedral de Chartre sobre o Santuário Céltico. Os Carnutos foram um povo gaulês, cuja a capital era a actual cidade de Chartres.
Carrapato Alcunha 1735 Manuel Fernandes Carrapato, Maria Ribeiro, viúva, no lugar do Souto. Deviam ser carpinteiros - agarrado à madeira.
Carrapato - Topónimo em Caminha e no Brasil.
Carraxel Alcunha 1759 Francisco Gomes, o Carraxel, lugar do Monte.
Carraxel – Carrascal/Carrasco – Topónimo de freguesia em Portugal, Galiza e Brasil.
Carrega 1689 Domingos Gonçalves, Carrega - 1698
Manuel Rodrigues Carrega, Lugar da Namorada - em 1737.
Carrega - Top. no Brasil (Carregas) Apelido em Fundão. Ver Carnaquo.
Carriço Topónimo Carriço - Topónimo frequente em Viseu, apelido, alcunha. O Carriço é erva dura e carrapatosa, do latim "macarrónico", "carriceu", ou pássaro, carriça.
Carvalhais Topónimo Quinta dos Estivados.
Casa do Forno
Casal Topónimo

Casal - Topónimo frequente em Portugal e Galiza, apelido, alcunha.
Casalia - Era o lugar dos casarii. Os casarii eram os caseiros. Casalia toma, por vezes, o nome de casales. Fica quase sempre nos extremos da freguesia. Junto à Mata.
Castelas Topónimo Castelas – Apelido.
Castela - Topónimo emigrado de Espanha?
Para aqui terá vindo do Castelo do Neiva. Junto à Estrada de Cima.
Castelhana Alcunha 1663 Isabel Gonçalves - Castelhana
Castelhanos Alcunha 1761 No Tombo.
Catrinos Alcunha Catrino não sei a razão, mas Leite Vasconcelos diz que alguém ficou com o nome Catrino por ter levantado nos cornos, ou galhos, uma vendedeira de leite que se chamava Catarina.
Catruc Alcunha Séc. XIX. Alcunha dada pelo “Abade Velho”, Pe. Matos aos “Catrinos”
Cavalo Alcunha 1720 Cavalo - Apelido - usava-se em 1258, hoje desconhecido...
Topónimo em Portugal e no Brasil.
Cavezinha Topónimo Estará por Cabecinha ...
Caxiones Alcunha Caraças. Ver Caraças.
Cebe Cebes - gr. Rebés (nome do discípulo de Sócrates. Em 1978 publicou-se em Portugal "Cebes Thebeno - quadro da vida humana" ou Tábora de Cebes Thebano, filósofo platónico).
Cerqueira Topónimo

Cerqueira – Topónimo em Setúbal, Viana do Castelo, Galiza. Apelido e Alcunha. Top. também no Brasil, na Baía e São Paulo. Na Conchada.
Cetra Cetra - Arma particular dos antigos Lusitanos. Era um certo género de broquel de ferro ou metal que tocando-se resultava um som marcial.
Almeida Fernandes diz:
“ como a expressão toponímica actual Bouça do Cetra (a que se subordinou o antigo topónimo Cetre) pode, pois, sugerir coisa mais ou menos fantasisosa (qualquer coisa a que se deve o artigo, como em tantos casos), direi que será preciso, para eu abandonar a minha opinião, que se me prove essa mesma coisa.
Enquanto não, eu entenderei em Cetra o mesmo que Cetre anterior (com assimilação), ou seja, o genitivo Caeteri sc. «villa» de Caeterus – do lat. Caeterus aplicado pessoalmente com intenção carinhosa: o último nado, por exemplo. Isto numa hipótese genitiva: no final, exporei a não genitiva.
No que respeita à expressão actual «o Cetra» em complexo toponímico, realçarei que não é raro que alguma coisa de indefinido paire na imaginação de um ou outro dos utentes de um topónimo e o leve a aplicar a este artigo, de harmonia com a ideia que lhe liga (vaga ou precisa, mas naturalmente errónea), quando não mesmo a alterar-lhe a forma. Daí casos em que as leis fonéticas dir-se-iam frustradas como tais.
Cetre (>Cetra) emparceira perfeitamente com o genitivo Caeterini, de Caeterinus (o diminutivo de Caeterus), origem do topónimo Cedrim (f. do c.Sever do Vouga,964 Ceterin DC 87, um «villa», de facto) e com o topónimo romano, ou seja, muito anterior, da «villa» 1113 Cedriniana DP 460> Caeteroniana villa, de Caeteronius (antropónimo ainda usado no séc. IX-X, 867-912 Cetronio DC 8), na região de Coimbra».
Chastre Topónimo Chastre - Apelido de origem toponímica do francês Chastres.
Referindo-se Almeida Fernandes a este topónimo diz:
“Como no caso de Belindra, deve existir um grupo consonântico não originário, isto é, Chastre por, anteriormente, Chaste. O topónimo não vigora, mas existia ainda no séc. XVII.
Creio poder admitir duas soluções antroponímicas genitivas: uma, germânica, o genitivo Flaciti sc. «villa» de Flacitus (séc.III Flaccitheus NG 20), gót. thlaqus, com síncope do -i- postónico que impedisse a sonorização da consoante anterior (como no caso de Cetra); outra, latina, o genitivo Placidi sc. «villa» de Placidus, também com o mesmo fenómeno de síncope (que evitou a elisão do -d-, como seria normal: cp. 1059 Placia DC 420Na Veiga, junto a Darque.
Chossas
Chouso Topónimo 1599 João Alves do Chouso - 19.03.1599
Chouso – Topónimo frequente Sousos, Chousos - o mesmo que "tapada" ou ainda fechado (clausum) = (clausa) = (chousa).
Sousos,Chousos – O mesmo que “tapada” ou ainda fechado. Daí que (clausum) = (clausa) = (chousa) (latim) deu o português arcaico chousa e chousos que também apareceu nestas formas em documentos antigos nesta freguesia. Normalmente são topónimos que podem significar um pomar fechado, ou ainda, com significação semelhante a “cortinhas”.
Claras Alcunha Clara – Topónimo e apelido derivado do adj. Clara. Casa dos Claras, na Conchada.
Codeçal ou
Codessal Topónimo Codeçal - Terreno lavradio, seco e bastante rochoso; bom para os codeços crescerem. Junto ao Barrolo. Codessal - Topónimo frequente no Norte de Portugal e Galiza.
Coita Topónimo 1804 Coita – Topónimo em Viana. Na Conchada.
Coivindos Topónimo 1665 Ana Rodrigues de Coivindos e Gonçalo Rodrigues de Coivindos. Junto ao acesso da IC 1.
Coixo Alcunha Maria Rodrigues, a Coxa, em 1804.
António Rodrigues Barbosa, o Coxo – em 1838.
Comendador Topónimo Comendador – feitor, provedor, director...
Comenda – Topónimo frequente, apelido, alcunha. Junto aos Dias?
Comporta Alcunha Comporta – Topónimo em Alcácer do Sal, Grândola e no Brasil – Paraíba. Apelido, Alcunha.
Conchada Topónimo Conchada – Topónimo em Cinfães, Coimbra, Mortágua, Penacova, Ponte de Lima, Viana do Castelo, Vila Verde, Galiza: Ourense. Lugar de Mazarefes.
Conde Alcunha 1689 Francisco Dias do Monte, o Conde
José Dias Novo, falecido em 1888.
Conde – Topónimo frequente em Portugal e no Brasil.
Conde Caminho

“Este topónimo deve atribuir-se ao Conde Telo Alvites, que viveu na segunda metade do séc.X. Este mesmo prócer, deve ter sido também o causador do topónimo Conde (f. Do c. Guimarães), inicialmente São Martinho 1009 DC 212 e já São Martinho de Conde em 1059 DC 420 (até que, hoje, apenas Conde): São Martinho do Conde e Caminho do Conde são, pois, topónimos com origem na mesma pessoa – e congéneres de muitos outros, que a outros magnates se devem (Vila do Conde, Vale do Conde, Oliveira do Conde, etc.)”.
Sendo as terras de Mazarefes do Conde D. Telo de Alvites e doadas por ele aos Monges de Santiago de Compostela em 985, é perfeitamente aceitável. Localiza-se no lugar do Monte.
Cordas Alcunha

1699 Cordas – Apelido
Topónimo no Brasil, Guimarães, Sta. Catarina, São Paulo e na Galiza.
Cordoeiro Alcunha Cordoeiro – Também apelido e topónimo. Uma alcunha como muitas outras de origem profissional. Consta que viviam os cordoeiros de negócio de cordas. Eles negociavam cordas trazidas por espanhóis de barco até ao Poço trangerinho.
Cordoaria – top. no Porto.
Corgas Topónimo Corgas – apelido, alcunha, topónimo.
Corga – Topónimo frequente em Portugal e Galiza. Junto ao Passal onde há uma sucata.
Cortinha Topónimo Cortinha – Terreno de cultivo, fértil, húmido, perto de casa. Em frente à minha casa, por exemplo, mas geralmente, fica por baixo.
Topónimo frequente na Galiza: Lugo, Orense.
Cortinhais Topónimo Cortinhais – Topónimo nos Arcos de Valdevez, Barcelos, Braga, Melgaço, Paredes de Coura, Mesão Frio, Ponte de Lima, V. N. De Cerveira, etc... em frente à fábrica de serração.
Costinha Topónimo Costinha – apelido. Topónimo frequente em Portugal e Galiza e no Brasil.
Couta Topónimo 1734 Maria Rodrigues, a Couta, viúva de António Barbosa. Na Conchada.
Couta – “coutada” e couteiro; na Conchada.
Coutada Coutada – Topónimo frequente na Galiza e Coutadas.
Covo Topónimo
Covo – Topónimo frequente utilizado como adjectivo nos Arcos de Valdevez e em Barcelos. Limite de Mazarefes com Darque. Localiza-se a poente e junto à Veiga. Rio Covo.
Crasta Alcunha 1659 Maria Rodrigues (Crasta)
Cu de Seda
Cuca Alcunha 1632 Maria Alves, a Cuca. Se foi topónimo seria de origem Celta com significado de monte ou elevação (Ken-K, de raiz).
Curta Topónimo 1771 Domingos Francisco Curto – Lugar da Fonte Branca, casado com Catarina Rodrigues
Curta – “Apelido – alcunhas das melhores antes de chegar ao apelido”.
D’Além Alcunha 1670 Catarina Gonçalves, d’Além
Damarta Topónimo Campo. Em 1802 morreu em Mazarefes, Joana Rodrigues Damarta, no lugar da Torre. Será este campo que se situa junto ao caminho de ferro e à estrada camarária que liga a N 202? à N 203? conhecido por Damarta por causa desta senhora.
Deiras
Devesa Topónimo Devesa – Apelido. Topónimo frequente no Minho.
Do Souto Alcunha 1647 Justa Rodrigues, viúva, do Souto.
Domingos Vaz Junto à Camgosta dos Burros.
Donana Topónimo Domna – Topónimo em Melgaço, em 1258
Segundo A . F. no CV tomo VI, pág.296:
“O topónimo não vigora actualmente, mas usava-se ainda do séc. XVII para o XVIII, de antiguidade. Isto provaria, só por si, nada ele poder ter com Don’Anna (Dona Ana), pois que o uso deste nome hebreu é pós-medievo, largamente.
Trata-se de um nome pessoal muito usado Donnanna (germânico, certamente), que apresenta formas em –i e em –e, qualquer delas podendo Ter originado o topónimo – isto é, ou imediatamente Donnanna, ou então Donnanne (Donnanni) > Donanna: 927 Donnani DC 28 (978 Donani DC 124), ou 958 Donnane DC 156, ou 1075 Donanam DC 530 (certamente mal lido).
Também se pode tratar de Domna Nanna: cp. Séc. X-XI «domna Nanna», com haplologia: cp. 1258 Nana (Nanna) IS 1470-1471”. CV tomo VI, pág.296
Eira Topónimo Eira – Topónimo frequente em Guimarães e Famalicão. Apelido.
Eira –Normalmente é terreno ajacente ou próximo de casa, (eirinha e eirado) espaço destinado a malhar as espigas, a secar o milho, pátio de serviço... Ainda espaço livre entre o quinteiro ou eido e o lavradio do quintal, onde está o palheiro... Esta palavra vem do latim “area” = espaço livre, lugar para trilhar, pátio, como eirado (areactu).
O sítio do Eirado e o lugar da Eira existiu noutros tempos nesta freguesia e hoje há famílias que são conhecidas como d’Eira ou d’Eiras. Localizar este topónimo lugar da Eira e Eirado não é assim tão fácil. É possível, mas não será para agora. No entanto, é possível que este topónimo tenha surgido no lugar das Penas, zona de pedra abundante. Algumas casas de habitação estão até construídas sobre pedras megalíticas. É uma zona alta e soalheira onde, em tempos recuados, haveria uma grande eira comum aos “Casales”, “Casalia” ou “Casares” que também, por sua vez deram o topónimo “Casal” existente em muitas terras. Os moradores junto deste topónimo receberam-no como apelido e assim surgiram apelidos como “Casal” e “Eira”. Houve “Deira”, apelido, vindo de Anha, mas já cá existia ao menos como alcunha «d’eiras». Eira comum dos caseiros. Os agricultores das Vilas romanas.
Eirado Eirado – Topónimo frequente na Galiza.
Há Eirados também em Monção.
Entre-Bouças


Ermígio Topónimo Ermígio – Topónimo em Guimarães, Sta. Marta de Penaguião e aqui.
Ermígio – Ermigius ou Hermigius, antroponímico de origem germânica. Antigo lugar de Mazarefes.
Escampado Topónimo Escampado – Descampado, campo vasto desimpedido de vegetação.
Escampar – estiar. No escampado pode deitar-se o junco ou a junça para secar e fazer as esteiras...
Topónimo nos Arcos de Valdevez, em Barcelos, Guimarães, Monção e Pontevedra.
Espadanal Topónimo Espadanal – Topónimo frequente na Galiza (Lugo). Alcunha. Da flora como Junqueira. Junto aos Ameais, a nascente.
Espadaneira Topónimo Espadaneira – Topónimo frequente, apelido, alcunha.
Espinhal Alcunha Espinhal – Apelido, alcunha, topónimo frequente na Galiza. Significa elevação.
Espinhais em Reguengos de Monsaraz.
Estacada Topónimo Topónimo de campos alagados. Veiga com estacas. Na Veiga de S. Simão.
Estacadinha Topónimo Estacadinha – Topónimo, diminuitivo de estacada. Veiga de S. Simão.
Esteira Topónimo Esteira – Topónimo brasileiro. Sulco, resto, albarda de junco, tecido de junco... Fica na Veiga.
Esteiradas Topónimo Porrada ou corpo deitado na esteira.
Estira Alcunha Estira – Topónimo em V. N. De Famalicão.
Destirar – esticar, dilatar, alongar..
Do grego Styra.
Estivadas Topónimo Estivadas – Topónimo nos Arcos, Ponte de Lima, Sto. Tirso, Viana do Castelo e Galiza. Tem a ver com a estiva.
A sul do Vermoim. Aparece em 1258 nas inquirições.
Estrada Velha Topónimo Por ter sido a estrada que ligava Viana a Braga. Também conhecida por Caminho Velho ou ainda pelo Caminho Grande. Ainda em relação à estrada nova, dos nossos dias.
Exposto Alcunha 1748 António, filho de António Araújo, o exposto

Sem comentários: