AVISO

Meus caros Leitores,

Devido ao meu Blog ter atingido a capacidade máxima de imagens, fui obrigado a criar um novo Blog.

A partir de agora poderão encontrar-me em:

http://www.arocoutinhoviana.blogspot.com

Obrigado

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Alberto Dominguez e Rosa da Fonseca Macedo Lourenço



Alberto Dominguez nasceu em 25 de Março de 1929 em Coimbra, de origem espanhola. Seus pais espanhóis eram Rogério Dominguez Blanco e Maria da Luz Lourenzo, ele comerciante e ela doméstica. Tiveram um casal de irmãos. A irmã Maria de Lourdes Lourenzo Figo, casada e com geração.

Ele casou com Rosa da Fonseca Macedo Lourenço com geração: Rui Pedro, solteiro a viver com os pais, responsável comercial, e o Nuno André, casado e vive em Coimbra.
Foi conhecido pelo Mincalça, em Barroselas, e a esposa tinha uma fábrica Macedo & Macedo, em Barroselas. Depois foi para Paredes de Coura para a fábrica de Confeções Adelaide, mais conhecida pela Confeção do Brito. Aqui só a esposa trabalhou devido a um acidente vascular nos membros inferiores do marido.
O Nuno é casado com Ana Augusta, magistrada do M. P. e ele diretor comercial da Avis. A Rosa é 2.ª prima do Pe. Constan-tino, falecido em 20/05/2006.

Jogava à bola, era rádio amador e gostava de ler nos tempos livres. Torce pela Académica e pelo Porto. Politicamente é de esquerda quando os partidos defendem políticas sociais, mesmo que seja o PSD. É católico "desde as entranhas da minha mãe".

Casou duas vezes. Do primeiro casamento teve 3 filhos, mas os dois mais velhos já morreram. Rosa da Fonseca Macedo Lourenço ficou viúva no dia 11 de Janeiro pelo falecimento do seu marido.

1 comentário:

rouxinol disse...

Boa tarde

Cheguei ao seu Blog através do Dr. Artur Alvarães. Muitas vezes me lembro dele. Fomos colegas (e amigos) no Liceu Paulo Dias de Novais em Luanda. Eu regressei a Portugal em 1974 e perdi-lhe o rasto. Hoje, por acaso, peguei num livro que me havia oferecido:"O Direito da Senhora da Muxima" e resolvi ir ao Google ver se conseguia notícias. Desconhecia que tinha pedido dispensa das ordens sacras. Gostaria muito de o visitar, caso seja possível. De certeza que ele ainda se lembra de mim. Chamo-me Raul Ribeiro de Almeida e leccionava Português e Latim no liceu. Dirigia também um grupo de teatro no mesmo liceu e o Dr. Alvarães leccionava a disciplina de Moral. Era uma pessoa muito querida tanto por parte dos professores como dos alunos. Ficar-lhe-ia muito grato se pudesse entrar em contacto com ele para me poder fornecer a direcção ou outro meio de contacto. Moro no Porto. Agradecia uma resposta para rrialmeida@sapo.pt
Nº do meu telm: 918933399
Muito obrigado
Raul Ribeiro de Almeida