AVISO

Meus caros Leitores,

Devido ao meu Blog ter atingido a capacidade máxima de imagens, fui obrigado a criar um novo Blog.

A partir de agora poderão encontrar-me em:

http://www.arocoutinhoviana.blogspot.com

Obrigado

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

O Barrete


O Barrete

O barrete semelhante ao gorro ou à carapuça e à touca. Só que esta terminologia apareceu mais tarde e significaria a materialização da república. “Enfias o barrete”, isto é o, adufe, tipo de pandeiro quadrado de origem árabe, ou as namoradas se orgulhavam dizendo “a todos enfiei o barrete”. Também se chamou barrete a uma capa de origem moçárabe usada para a chuva. Talvez hoje, ou mais tarde, tivesse tomado o nome de capuz.
Utilizava-se o barrete feito de lã e cinta preta enrolada à volta.
Do barrete surgiu a mitra, isto é, um barrete achatado e pontiagudo, geralmente de duas faixas, utilizado pelos bispos da Igreja Católica, Anglicana, os cardiais e o Papa.
No caso do Papa pode ter a forma de uma coroa tripla, que remota com uma cruz chamada tiara. O uso da tiara foi abolida pelo Papa Paulo VI para dar mais ênfase ao carácter pastoral do papa do que do poder temporal. Mitra é uma palavra que já vem do paganismo, pois existia a deusa Mitra, divindade persa que se aliou ao sol para obter o calor. Mitra é o génio da luz celestial…







No cristianismo a Mitra Diocesana era a origem de toda a vocação baptismal, era serviço e ministério que o cristão vai exercer ao longo da sua caminhada. Toda a criança que nasce tem na origem a Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo. Esta é a beleza da nossa fé católica, onde tudo tem a sua razão e sentido segundo um escritor brasileiro.

Sem comentários: